História: Bill Gates



Bill Gates - empreendedor fundador da Microsoft


Não há dúvidas de que Bill Gates é uma das pessoas mais influentes da atualidade - e uma das mais ricas também. O fundador da Microsoft possui muitos projetos filantrópicos pelo mundo e ajudou a revolucionar a indústria dos computadores a partir dos anos 70. Muitos sites por aí descrevem Gates como uma pessoa dislexia e às vezes até com TDAH, mas é preciso destacar que nenhuma entrevista ou até mesmo livros escritos pelo próprio empresário sobre sua história, possuem referências há essas duas neurodiversidades.

Dessa forma fica difícil afirmar que Gates é disléxico já que não existe nenhuma fonte direta ou confiável sobre o assunto, apenas citações cortadas e sem embasamento. Na verdade, em seu blog pessoal GatesNotes, a única neurodiversidade confirmada pelo próprio Bill Gates é a disgrafia (transtorno da psicomotricidade que afeta a qualidade da caligrafia, a legibilidade da escrita, sua organização na página como tamanho da letra, espaçamento das palavras, etc.)


Em um post intitulado “A teacher who changed my life” de 2016, Bill descreve sua relação com a professora e bibliotecária Blanche Caffiere durante sua infância, como ela o incentivou a ler e se tornou uma forte influência durante seu crescimento e amadurecimento. Quando estava no ensino fundamental, o empresário dizia ter sido uma criança desorganizada, nerd e tímida, além do fato de querer passar despercebido por conta da disgrafia e do seu amor por livros, e é aí que a Sra. Caffiere teve um papel importante!

A professora ajudou Bill aceitar que estava tudo bem em ser nerd, tímido e gostar de ler, então começou a emprestar diversos livros extraclasse e sempre arrumava um tempo para discutir as obras com o aluno, com questionamentos do tipo: “Você gostou? Por quê? O que aprendeu?”.


A postura da Sra. Caffiere o fez perceber que os professores tinham conhecimento a mais para compartilhar fora da sala de aula, só bastava ele perguntar. Assim, durante o ensino médio e na faculdade, Bill sempre perguntava a seus professores quais eram suas obras favoritas, lia esses livros e depois apresentava suas ideias para sempre trocar informações e aperfeiçoar seu conhecimento. A amizade com a bibliotecária e professora com certeza foi fundamental para o amor do empresário por bibliotecas e livros e por projetos filantrópicos ligados ao campo da educação.


Hoje praticamente todo mundo já ouviu falar em Bill Gates e seus feitos, mas quem sabe se não fosse pelo apoio e influência de sua professora da quarta série não estaríamos escrevendo sobre ele. Gates termina seu texto com uma frase que podemos usar como reflexão: é notável quanto poder uma boa pessoa pode ter em moldar a vida de uma criança.