História: Orlando Bloom e Richard Branson



Essas duas personalidades que são muito engajadas quando o assunto é dislexia: Orlando Bloom e Richard Branson.


Apesar de terem profissões diferentes, os dois compartilham em comum a nacionalidade britânica e a dislexia. Em um projeto feito pelo canal do Youtube, Made By Dislexia , os dois dividem seus relacionamentos com a dislexia e, junto com outros disléxicos famosos e especialistas, deram conselhos sobre o processo de aprendizagem e aceitação do diagnóstico.


Orlando Bloom ficou mundialmente famoso após atuar como Legolas na trilogia de “O Senhor dos Anéis” e Will Turner na franquia “Os Piratas do Caribe”, descobriu que tinha dislexia aos 7 anos de idade e sofreu por se sentir rotulado pelo diagnóstico. Mesmo com o diagnóstico de dislexia, o ator conta que a escola e os professores não sabiam como ajudar, o que dificultou a aprendizagem durante o período escolar. O incômodo com esse sentimento mudou quando o ator entrou para uma escola de teatro e conseguiu abstrair conteúdos por meio de poemas metafísicos e literaturas filosóficas, métodos que aguçaram sua criatividade disléxica e que nunca haviam sido praticados por Orlando. Desde 2009 é Embaixador da UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) em reconhecimento ao seu compromisso com os direitos das crianças em todo o mundo.


Sir Richard Branson é um empresário e investidor que ficou conhecido nos anos 70 por fundar o grupo Virgin, um conjunto de várias empresas voltadas para diferentes segmentos, começando pelo ramo musical com a Virgin Records e depois expandindo para a aviação com a criação da Virgin Atlantic em 1984. Hoje o grupo está em mais de 35 países e possui mais de 40 companhias ligadas ao grupo Virgin.

Richard já publicou muitos livros falando sobre sua vida, suas empresas ou sobre seu sucesso, e sempre menciona como a dislexia está envolvida nela. Durante a fase escolar o empresário não tinha conhecimento do diagnóstico e aos 16 anos largou os estudos por sentir que não existiam maneiras de melhorar seu processo de aprendizagem. Em 2012 o britânico também participou de um documentário de produção independente chamado “The Big Picture: Rethinking Dyslexia” com outros disléxicos com o intuito de inspirar a comunidade e desmentir mitos sobre a dislexia.


Orlando e Richard são duas personalidades que antes de mais nada enxergam o lado bom de ser disléxico e usam suas histórias para incentivar outros disléxicos que ainda não passaram pelo mesmo processo de aceitação. Para ambos é muito importante ter suporte logo na infância para aproveitar as habilidades e educar os disléxicos respeitando suas limitações, mas exaltando sempre seus superpoderes e seu Dom!

Domlexia 2021

#TODOSTEMOSDOM

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • LinkedIn - Black Circle

ENTRE EM CONTATO

contato@domlexia.com.br

CNPJ 11.163.879/0001-09

Florianópolis - Santa Catarina