Já parou para pensar no por que você conhece poucas pessoas com dislexia?







Se você acompanha a Domlexia nas redes sociais deve ter visto que nas últimas

semanas temos falado sobre “assumir a dislexia” no nosso instagram @domlexia, com

vários conteúdos que mostram as habilidades, superpoderes e importância da tribo

disléxica.

Em 2020 lançamos uma pergunta simples para nossos seguidores: "Quem

você conhece que é disléxico?". Agora voltamos na publicação para vermos os

resultados:


● 38,24% são pais ou mães de um disléxico;

● 32,35% são disléxicos;

● 22,06% são professores e pedagogos de alunos com dislexia;

● 7,35% são esposas, tias, filhos ou amigos de um ou mais disléxicos.


Esses dados sugerem que as pessoas conhecem a dislexia quando ela está bem

próxima, na família ou no trabalho. Mas sabemos que não importa quem você é,

provavelmente existe um ou mais disléxico na sua família ou no seu círculo social,

pois estima-se que entre 10 a 15% da população mundial têm dislexia (mais do que o

número de pessoas com olhos azuis no mundo que é de 8%).


Embora tenha uma porcentagem alta, nem todo disléxico irá assumir sua

dislexia, às vezes isso acontece pela falta de diagnóstico e se você quer saber mais sobre o diagnóstico de dislexia na fase adulta , temos um post no Blog Domlexia elaborado pela nossa fonoaudióloga Sabrina focado especialmente nesse tema. Clique aqui e leia o artigo completo!


Mas o que acontece muito, é que as pessoas não gostam de falar sobre a sua

dislexia com os outros pelos sentimentos negativos que estão conectados com a dislexia, como vergonha, o receio de ser julgado, não ser compreendido e muitas lembranças ruins sobre o assunto.

Pensando nessas inseguranças a Domlexia preparou uma série de vídeos com 5

disléxicos compartilhando suas batalhas e dificuldades: o # todostemosdom é um

movimento para espalhar o orgulho em ser e dizer que é disléxico!

O que as cinco histórias têm em comum é uma rede de apoio para cada momento difícil, às vezes esse apoio vem da escola, da família ou de um profissional. Independente de onde venha o suporte, precisamos entender o valor que esse acolhimento tem para alguém com vergonha, frustrações e receios guardados, uns durante praticamente toda a vida.


Para assistir na íntegra todos os vídeos da série #todostemosdom e se inspirar é

só ir no nosso canal no Youtube ou na seção “IGTV” no nosso instagram @domlexia.


Na Comunidade Domlexia temos ainda um grupo de conversa, para compartilhar

experiências. Quando a tribo se encontra, os resultados são fantásticos , pois as

pessoas podem se reconhecer nas histórias e relatos dos outros e assim todos saem

ganhando.





Quanto mais disléxicos se assumirem e compartilharem a ressignificação

da dislexia , mostrando que também há potenciais e habilidades, mais pessoas

poderão fazer parte dessa rede de apoio . E se caso você não é disléxico, mas conhece

um, seja ele amigo, filho, aluno ou paciente, abrace e apoie a causa ! Seu incentivo pode

ser aquilo que faltava para o disléxico começar a se orgulhar de si.




Bruna Leal Pereira Estagiária em Marketing e relacionamento na Domlexia